Psicoterapia à distância auxilia nos desafios da Pandemia

Psicóloga Ziza De Toni em atendimento. Foto: Arkamatra

O distanciamento social tem levado para dentro da casa, além do trabalho, a sessão de terapia. Neste momento de incertezas, de ansiedades e de medos de um vírus invisível, crescem as terapias on-line, que auxiliam a lidar com os desafios peculiares provocados pela pandemia.

Entretanto, a psicoterapia on-line ainda gera muitas dúvidas em relação ao sigilo e eficácia em comparação à realizada em consultório. Muitas pessoas ainda se sentem desconfortáveis em não ter um ambiente específico para conversar com o terapeuta.

Em primeiro lugar, é bom esclarecer que o psicoterapeuta segue os mesmos protocolos e código de ética de uma sessão realizada dentro de consultório. A psicóloga Ziza De Toni tem experiência de 20 anos em sessões presenciais e, desde 2012, quando o atendimento à distância foi regulamentado pelo Conselho Federal de Psicologia, passou a fazer atendimentos on-line também. Por experiência, ela fala que os resultados terapêuticos são similares nas duas formas de atendimento.

“Percebo que a principal insegurança do paciente é encontrar um espaço privativo fora do consultório, onde se sinta seguro e confortável para expor as suas questões ao terapeuta. Em termos de evolução do paciente, observo que as sessões virtuais e presencias apresentam os mesmos resultados”, esclarece Ziza, que também é sócia-diretora do Espaço Arkamatra – Saúde Integral.

O paciente do outro lado da tela

Para não interromper as sessões de psicoterapia durante a pandemia, a jornalista e empresária Dayanne Holanda optou pelo modo virtual.

“Em um período de tantas incertezas, que mexem profundamente com nossas expectativas e, por consequência, abalam nosso psicológico, jamais eu me permitiria ficar sem terapia. A única saída foi partir para o virtual”, destaca Dayanne.

Ela fala que, mesmo sabendo que nada substitui o olhar, o sentar “perto” e o abraço ao final do atendimento, o resultado tem sido muito bom.

“Com a segurança que a minha psicóloga me passa, tenho me sentido – apesar da tela que nos separa – à vontade para colocar todas as minhas questões e mergulhar na sessão”, relata a empresária

Entre os cuidados para que tudo dê certo durante a sessão à distância, ela salienta que preparar o ambiente (seja ele qual for) também tem sido fundamental para que se sinta bem durante o atendimento. “Minha saúde mental agradece”, declara Dayanne.

Experiência On-line do Terapeuta

A terapeuta junguiana Juçara Soares Schweigler começou as consultas on-line em 2011, quando ainda morava na China. A proposta de atender dessa forma veio dos clientes que mudavam de cidade e não queriam interromper as sessões.

“Percebi que o vínculo entre a terapeuta e o cliente não se perdia nesse tipo de consulta e que era muito gratificante para ambos”, ressalta Juçara.

Em 2014, quando a terapeuta retornou à Alemanha, foi a vez dela propor aos clientes presenciais a continuidade das sessões por meio virtual. Com bons resultados e aceitação, Juçara conta que começou a oferecer o atendimento on-line desde a primeira sessão e, desde então, tem trabalhado intensamente com as ferramentas tecnológicas disponíveis.

“Observo que a relação com o cliente é estável e o processo de desenvolvimento pessoal tem um andamento muito bom”, fala a terapeuta.

Ela avalia que o desenvolvimento tecnológico alterou muito o comportamento das pessoas e isso é muito favorável para os atendimentos à distância. Essa forma de sessão, segundo Juçara, não traz algo de novo, uma vez que telefones celulares e computadores fazem parte da rotina de todos.

“As pessoas estão acostumadas a interagir por meio digital diariamente”, salienta a terapeuta.

Ambiente Seguro

Para a terapia on-line, Ziza de Toni recomenda que se escolha um ambiente reservado, onde se tenha a certeza de que não será interrompido e que a conversa não será vazada. Ela recomenda também uma conversa franca com as pessoas da residência, explicando a importância de não ser perturbado durante a sessão.

“Como método de segurança para a conversa não ser escutada por terceiros, solicito que o paciente use fone de ouvido e coloque uma música ambiente”, orienta Ziza.

Quando o paciente não se sente seguro dentro de casa para a terapia, a alternativa é sair do ambiente familiar. Procurar uma praça ou parque por perto, onde seja possível conversar tranquilamente.

“Em último caso, a pessoa pode ficar dentro do carro em algum lugar seguro durante a sessão”, sugere a psicóloga.

Com o isolamento social, a terapia on-line é uma ótima alternativa para não se interromper os tratamentos. Muitas pessoas já estão tratando quadros de transtornos emocionais e não podem parar de repente com a psicoterapia. Principalmente no cenário de insegurança atual, que causa ainda mais medos, desencadeando fobias, ansiedade e depressão.

“As relações sociais e profissionais estão mudando devido à Covid-19. E os profissionais da saúde e da área de psicoterapias já estão adequados à nova realidade”, finaliza Ziza.

 O que é necessário para a psicoterapia on-line:

– Ter um aplicativo eletrônico como tablet, smartphone ou computador que tenha câmera para ver e ser visto pelo terapeuta.

– Internet de boa qualidade.

Como garantir uma sessão psicoterápica on-line tranquila:

– Use fone de ouvido.

– Escolha um lugar privativo, que não tenha interferências externas.

– Converse com os familiares sobre a importância da terapia para você.

– Coloque uma música ambiente para evitar que a conversa seja escutada por outras pessoas.

– Em último caso, procure um lugar fora de casa, onde se sinta seguro. Pode ser uma praça, parque ou ficar dentro do carro.

Vantagens da psicoterapia on-line:

– Não precisa se deslocar até o consultório do terapeuta.

– As sessões não precisam ser interrompidas durante as férias ou viagens.

 

 

 

 

Flávia Dias é jornalista, produtora de conteúdo para as redes sociais e astróloga.  Sigam a autora  no insta: @astrologia.flaviadias

 

 

 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?